PALESTRANTES E COORDENADORES

Ailton Francisco da Rocha

Possui Graduação como Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e Bacharel em Direito pela Universidade Tiradentes. Especializou-se em Irrigação e Recursos Hídricos pela Utah State University, nos Estados Unidos. Representou o Brasil como Jovem Liderança da América Latina em Meio Ambiente, em Tóquio-Japão. Foi presidente do comitê técnico e coordenador geral do Estudo de Desenvolvimento dos Recursos Hídricos do Estado Sergipe através do acordo de cooperação técnica com a Agência de Cooperação Internacional do Japão - JICA. Foi Representante Regional da Associação Brasileira de Recursos Hídricos- ABRH em Sergipe e Presidente do Fórum Pensar Cedro. Foi Membro do Comitê de Assessoramento Externo da EMBRAPA/CPATC. Participou como consultor junto a Prefeitura Municipal de Aracaju na elaboração da Agenda 21 na área de meio ambiente e da revisão do Plano Diretor de Aracaju. Atuou como consultor na elaboração do Programa de Ações Estratégicas para o Gerenciamento da Bacia do rio São Francisco e da sua Zona Costeira e no Plano Decenal de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (2004-2013). Doutorando do Curso Gestão Empresarial: Nuevas Tendências en Dirección de Empresas, pela Universidad de Valladolid na Espanha. Pós-graduado do curso Direito do Trabalho e Previdenciário pela UNIT. Foi Coordenador do Projeto Águas de Sergipe. Atualmente ocupa o cargo de Superintendente de Recursos Hídricos na SEMARH/SE e de Secretário-Executivo do Conselho Estadual de Recursos Hídricos de Sergipe. Na condição de Superintendente de Recursos Hídricos ganhou o Prêmio ANA 2012 na categoria Governo com o Atlas Digital de Recursos Hídricos de Sergipe e na categoria Organismo de Bacia com trabalho desenvolvido pelo CBHrio Japaratuba. Atuou em 2014 como voluntário no Projeto Mãos Amigas coordenado pela TV Sergipe. Recebeu do Jornal CINFORM e da UNIT na publicação sobre os municípios sergipanos a homenagem de filho ilustre de Cedro de São João. Recebeu da AEASE o Prêmio de Engenheiro Agrônomo do Ano em 2013, foi galardoado com a medalha do mérito pelo CREA/SE em 2014 pelos relevantes serviços prestados a Engenharia Sergipana e recebeu o Título de Cidadão Aracajuano em 2015.

Alexandre Emmel

Bacharel em Química, formado pela Universidade Federal do Paraná e mestre em Química Orgânica, também pela UFPR, com curso de aperfeiçoamento na Alemanha especialmente em analítica instrumental de compostos orgânicos ambientais. Atualmente responde pela área de Cromatografia do Instituto SENAI de Tecnologia em Química e Meio Ambiente do Paraná.

Alexsandro Xavier Bueno

Biólogo, Mestre em Ciências da Saúde, com curso de Aperfeiçoamento em Vigilância Sanitária. Atualmente, ocupa o cargo de Gerente Estadual de Vigilância em Saúde Ambiental e ministra aulas de Vigilância Sanitária e Vigilância em Saúde Ambiental em cursos de Pós-Graduação. Participa como membro dos seguintes Conselhos e Comitês: Conselho Estadual de Meio Ambiente, Conselho Estadual de Saneamento, Grupo Assessor Técnico do Plano de Bacias, Comissão do Ministério Público Federal de Combate a Espécies Invasoras, Conselho Municipal de Meio Ambiente de Aracaju e Comitê Estadual do Programa Água para Todos.

Alice Momoyo Sakuma

Pesquisadora do Instituto Adolfo Lutz, exerce o cargo de Diretora do Centro de Materiais de Referência. Formação: bacharel em química (Instituto de Química-USP), Especialista em espectroscopia atômica e doutorado em saúde coletiva – Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.

André Luís Góis Rodrigues

Formação Acadêmica: Bacharel em Química pelo Mackenzie, Mestrado em Físico Química pela USP, MBA Executivo pelo IBMEC/Insper. Formação Profissional: Experiência de 20 anos atuando na área de saneamento, como gerente de Estações de Tratamento de Água e Esgotos a partir de 2000 e desde 2009 atuando como gerente do Controle da Qualidade dos Produtos Água e Esgoto.

André Luiz Meira de Oliveira

Possui formação em Engenharia Mecânica, habilitado em produção pela UFSC (1998), com mestrado em Metrologia Científica e Industrial (2005). Coordenou times na implantação de sistemas de gestão da qualidade e do conhecimento em prestadores de serviços até integrar-se ao time da CERTI, onde atuou como coordenador de projetos, gerente de centro e, atualmente, como coordenador da área de Sistemas para Qualidade e Inovação do Centro de Metrologia e Instrumentação. É instrutor do curso de Gestão Estratégica de Laboratórios e possui conhecimento destacado em planejamento estratégico e redes.

Antenor de Oliveira Aguiar Netto

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Bahia (1989), Mestrado em Agronomia (Irrigação e Drenagem) pela Universidade Estadual Paulista (1993) e Doutorado em Agronomia (Irrigação e Drenagem) pela Universidade Estadual Paulista (1997). Pós-doutorado em Engenharia Ambiental (Recursos Hídricos) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e bolsista de produtividade CNPq. Trabalha na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em manejo de irrigação, irrigação por aspersão e evapotranspiração. No campo multidisciplinar pesquisa, também, na área de Recursos hídricos: gestão e manejo de bacias hidrográficas. Já publicou 57 artigos em periódicos científicos, apresentou 62 trabalhos completos em anais de eventos técnico-científicos, escreveu 22 capítulos de livros e foi editor / escritor de 6 livros CONTEXTO. Como professor do Mestrado em Recursos Hídricos e do Mestrado e Doutorado em Recursos Hídricos da UFS já orientou 18 dissertações de mestrado e 5 teses de doutorado. Desde 1998 trabalha em pesquisas na bacia hidrográfica do rio São Francisco e desde 2008 tem participado do Comitê.

Carina Siqueira de Souza

Possui graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade Tiradentes (2006), graduação em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (2008) e mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Sergipe (2009). Doutoranda em Engenharia Industrial. Tem experiência na área de Engenharia Ambiental, com ênfase em Tratamento de Águas de Abastecimento e Residuárias, atuando principalmente nos seguintes temas: tratamento de efluentes, gestão ambiental, resíduos sólidos e desenvolvimento sustentável. Atualmente atua como professora no Instituto Federal de Sergipe.

Carlos Alexandre Borges Garcia

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (1989), mestrado em Química pela Universidade Federal da Bahia (1992) e doutorado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1997). Atualmente é PROFESSOR ASSOCIADO IV e Coordenador de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe. Pesquisador do CNPq e do INCT de Energia e Ambiente. Coordenador do Laboratório de Química Analítica Ambiental (LQA) da UFS. Revisor dos periódicos Journal of Pharmaceutical and Biomedical Analysis, Química Nova, Journal of Brazilian Society of Ecotoxicology, Journal of the Brazilian Chemical Society, Science of the Total Environment, Water Environment Research, Environmental Monitoring and Assessment, Scientia Plena, Chemistry and Ecology. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Eletroanalítica, atuando principalmente nos seguintes temas: metais pesados, sedimentos, água produzida, metais traço e eva.

Carlos Eduardo Porras Porras

Ingeniero de Petróleos de la Universidad de Miskolc, Hungría, con maestría en ingeniería de petróleos de la misma universidad. Actualmente curso maestría en administración pública en la Escuela Superior de Administración Pública – ESAP. Ingresé a la Superintendencia de Industria y Comercio como profesional de la División de Normas Técnicas en 1996, posteriormente fui designado como coordinador del grupo de control y vigilancia de reglamentos técnicos en 1998, para la época se cambió el enfoque desde las normas técnicas oficiales obligatorias a los reglamentos técnicos. En el año 2001 fui encargado de la jefatura de la División de Metrología, oficina encargada de la metrología en Colombia hasta febrero de 2012, año en el cual entró en funcionamiento el Instituto Nacional de Metrología - INM. A partir de marzo de 2012 ocupé el cargo de Subdirector de Innovación y Servicios Tecnológicos en el INM, oficina encargada, entre otros, de la coordinación de la Red Colombiana de Metrología – RCM. En el 2005 colaboré con la elaboración del documento de política económica y social CONPES 3446, que fija los lineamientos para una política nacional de calidad; igual papel desempeñé con la elaboración del documento de política de competitividad y productividad (CONPES 3527 en 2009) y de la política nacional de ciencia, tecnología e innovación (CONPES 3582 en 2009). Participé en la formulación del capítulo de calidad del Plan Nacional de Desarrollo 2010-2014 y en el del 2014-2018, en el cual se señala a la metrología como una herramienta esencial para el desarrollo económico del país. El 16 de septiembre, mediante decreto 1839 de 2015, el Presidente de la República me nombra como Director General del Instituto Nacional de Metrología de Colombia.

Celso Scaranello

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Braz Cubas (1977) e graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia de São Bernardo do Campo (1992). Especialização em Gestão da Inovação e Gestão de Laboratórios Metrológicos. Experiência em Engenharia Mecânica, Processo de Produção, Automação industrial, Gestão da Manutenção, Projetos de instalações industriais, capacitação profissional, metrologia industrial, normalização, avaliação da conformidade, gestão de projetos de inovação tecnológica. Especialista em Educação Profissional com dedicação com mais de 39 anos no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Nos últimos 15 anos se dedica aos Projetos de Tecnologia Industrial Básica, em especial na implantação de Laboratórios Metrológicos com vista ao escopo de acreditação junto ao INMETRO e reconhecimento de competência junto a REMESP. Consultor em processos de Certificação de Produto e de Pessoas dentro do Sistema FIESP apoiando as iniciativas das Entidades Empresariais. Participação ativa em várias Associações de Classe, ABRAMAN, ABENDE, e REMESP Rede Metrológica do Estado de São Paulo. Membro do Conselho Nacional de Acreditação - Cgcre. Comitê Brasileiro de Metrologia CBM e Comitê Brasileiro de Avaliação da Conformidade. Atualmente é Presidente Rede Metrológica do Estado de São Paulo.

Cesar Augusto Parra Greco

Ingeniero Industrial con 24 años de experiencia liderando procesos de manufactura y logística, Gestionando proyectos y participando en equipos de dirección empresarial. Formación académica en auditoría de: NTCISO9000, NTCISO/IEC17025 y en: Salud ocupacional, Electricidad, Electrónica, Tecnología de elastómeros y Metrología. Actualmente y desde el 2.013 se desempeña en la Coordinación de la Red Colombiana de Metrología.

Claudia Moura de Melo

Possui bacharelado em Biologia pela UFV (1990) e Doutorado em Parasitologia pela Unicamp (2001). É Professora da Universidade Tiradentes (UNIT), Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Saúde e Ambiente da UNIT, Pesquisadora e Membro da Câmara de Assessoramento da FAPITEC, Membro do Cuerpo Académico da Universidad Autónoma del Estado de México e pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Pesquisa. Tem experiência nos temas de pesquisa: Helmintologia animal, Tripanossomatídeos, Esquistossomose, Parasitologia molecular, Parasitoses de animais de criação e silvestres; Malacologia.

Cristina Akemi Shimoda Uechi

Possui Graduação em Engenharia Elétrica (2004), Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho (2009) pela Universidade de São Paulo e Mestrado em Engenharia Biomédica (2012) pela Universidade de Brasília. Atualmente é Coordenadora do Sistema Brasileiro de Tecnologia - SIBRATEC no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Tem experiência na área de Engenharia Biomédica e Políticas Públicas para inovação e cooperação entre institutos científicos e tecnológicos e empresas.

Cynthia Silva de Souza

Possui graduação em Bacharelado no Curso de Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Pernambuco (2004) e mestrado em Biologia de Fungos - UFPE (2008). Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Microbiologia Industrial e de Fermentação, atuando principalmente nos seguintes temas: biodegradação de petróleo e de derivados do petróleo, bebidas fermentadas, probióticos, bactérias lácticas, fungos filamentosos e leveduras, análise microbiológica de água e alimentos. Já atuou como pesquisadora em microbiologia de alimentos do Laboratório de Probióticos e Fitoterápicos, pertencente a empresa BioLogicus Indústria e Comércio de Produtos Naturais S.A., incubada no Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP). Atualmente exerce a função de Responsável Técnico de Área (RTA) do Laboratório de Ensaios Microbiológicos (LEMI) no Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP).

Cyrio Fleremosh Dellezzopolles Jr

Possui graduação em Fisica pela Universidade de Brasília (1998) e mestrado em Estruturas e Construção Civil pela Universidade de Brasília (2011). Atualmente é analista em ciência e tecnologia do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Mecânica das Estruturas, atuando principalmente no seguinte tema: dinâmica de torres eólicas.

Daiane Martini

Possui formação em Biomedicina pelo Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRAN, Pós Graduada em Micobiologia, na Universidade do Oeste Paulista - UNIOESTE e Mestre em Produção e Gestão Agroindustrial, na Universidade Uniderp-Anhanguera. Atualmente responde pela função de Responsável Técnica do LANAL - Laboratório de Microbiologia de Alimentos do SENAI em Chapecó - SC.

Edgard dos Santos Rocca

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1986) e mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – Escola de Química (2002). Atualmente é analista de projetos - Financiadora de Estudos e Projetos, ocupando a função de Chefe do Departamento de Instituições de Pesquisa. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Gestão Tecnológica, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação, metrologia, gás natural, tecnologia, petróleo e governo.

Eduardo Farias Topázio

Possui graduação em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal da Bahia (1989) e mestrado em Engenharia Oceânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003). Atualmente é Técnico Serviço Público/ Eng. Sanitarista do Centro de Recursos Ambientais. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Engenharia Costeira.

Eduardo Lima de Matos

Possui Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Sergipe (2014). Atualmente é Secretário do Meio Ambiente de Aracaju, Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de Sergipe e professor Dr. de Direito Ambiental da Universidade Federal de Sergipe.

Eliane Bezerra Cavalcanti

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal da Paraíba (1988), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal da Paraíba (1991), doutorado em Engenharia Eletroquímica - Universite de Rennes I (1997) e Pós-doutorado no Laboratório de Eletroquímica de Materiais e Meio Ambiente - Universidade de Barcelona (2013). Atualmente é professora pleno na Universidade Tiradentes - UNIT do curso de graduação em Engenharia Ambiental e do curso de pós-graduação em Engenharia de Processos, é pesquisadora e coordenadora do laboratório de tratamento de resíduos e efluentes (LTRE) do Instituto de Tecnológica e Pesquisa- ITP e líder do grupo Tratamento de efluentes e resíduos sólidos cadastrado no diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. Tem experiência na área de engenharia eletroquímica, com ênfase em reatores eletroquímicos, atuando principalmente nos seguintes temas: processos oxidativos avançados, eletroflotação, remoção eletroquímica de metais, correlação empírica.

Eliane Maria Manara Rossoni

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1980), graduação em Bioquímica Indústria de Alimentos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1982), graduação em Bioquímica Laboratório Clínico pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1982) e mestrado em Microbiologia Agrícola e do Ambiente pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997). Atualmente é pesquisador da Fundação de Ciência e Tecnologia Atualmente é Gerente do Departamento de Alimentos, Coordenadora Substituta do Laboratório de Microbiologia e Coordenadora da Rede Nacional de Análise de Alimentos – RENALI, uma das redes de Serviços Tecnológicos do Sistema SIBRATEC do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação.

Elisangela de Andrade Passos

Possui graduação em Bacharelado Em Química pela Universidade Federal de Sergipe (1997-2001), mestrado em Química pela Universidade Federal de Sergipe (2003-2005) e doutorado em Química pela Universidade Federal da Bahia (2006-2008). Atualmente é professora Adjunto III da Universidade Federal de Sergipe. Atua na área de Análise de Traços e Química Ambiental, principalmente nos seguintes temas: metais traço, nutrientes, química da água, química de sedimentos, composição iônica e fracionamento químico.

Guilherme Ary Plonsky

Possui mestrado e doutorado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP. Foi pesquisador visitante, com bolsas Fulbright e BID/USP, no RPI Center for Science and Technology Policy (EUA). Consultor de engenharia e de gestão, liderou por mais de uma década a área de desenvolvimento institucional do Consórcio Nacional de Engenheiros Consultores – CNEC, ocasião em que se envolveu em diversas iniciativas inovadoras no campo da política e gestão de recursos hídricos, no Brasil e no exterior. Foi Diretor Superintendente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e membro do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia. Presidiu a Associação Brasileira de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), cujo conselho consultivo integra. Foi Presidente fundador do Project Management Institute (PMI - São Paulo) e membro da diretoria da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei). Integrou os colegiados dirigentes de diversas entidades do Sistema Nacional de Inovação, entre elas CNPq, CGEE, ABDI, Sebrae, ABNT, SBM (cujo Conselho presidiu) e Remesp. Foi membro do Conselho de Orientação de Energia da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp). É Diretor da Associação Latino Ibero-americana de Gestão Tecnológica, membro da Junta de Governadores do Technion – Israel Institute of Technology e do Conselho Consultivo da Associação Internacional de Parques Tecnológicos e Áreas de Inovação (IASP). Integra colegiados dirigentes de diversas entidades do Sistema Nacional de Inovação, entre elas a Finep. Atuação presente na USP: (i) Professor titular do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade; (ii) Professor associado do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica; (iii) Coordenador científico do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica; (iv) Coordenador da Escola Técnica e de Gestão; e (v) membro do Conselho Deliberativo do Instituto de Estudos Avançado.

João Cristiano Ulrich

Possui formação em Química industrial pela Faculdades Oswaldo Cruz, Mestrado e Doutorado no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - Ipen/USP-SP. Área de atuação: Química analítica - análise de traços em matrizes variadas; determinação de mercúrio e metilmercúrio em peixes; doutorado na área de produção e certificação de materiais de referência; RD do Laboratório de Caracterização Química do Ipen, sendo responsável pela gestão da qualidade do laboratório desde 2000. Ministrante de cursos de validação de metodologias analíticas e da Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025. Atualmente trabalha no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – Ipen. Iniciou atividades de gestão da qualidade participando de projeto com Agência Internacional de Energia Atômica - AIEA em 1997.

Joao Ricardo Fonseca Teixeira

Possui graduação em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987) e mestrado em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991). Atuação na indústria farmacêutica e cosmética por 21 anos com apoio na área de qualidade, laboratório, produção e ambiental. Chefe de setor de Tecnologia e Metrologia Ambiental do SENAI-RJ onde atua com análises ambientais, higiene ocupacional, toxicologia e pesquisa/inovação. Responsável pela manutenção da acreditação junto ao INMETRO da ISO 17025 e coordenação de equipe de 60 pessoas distribuída em toda área de conhecimento ambiental.

Johnny Ferreira Santos

Desde agosto/2011 é o Diretor do Departamento de Água e Esgoto da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (SNSA), do Ministério das Cidades, Brasília – DF. Responsável pela coordenação dos programas de investimentos em saneamento em envolvem as fontes de recursos onerosos, geridas pelo Governo Federal, Fundo de Garantia do Tempo do Serviço – FGTS e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Atua no setor de saneamento do Governo Federal desde janeiro/1990, desenvolvendo atividades relativas ao planejamento de investimentos, desenvolvimento de marcos e instrumentos legais, normatização, coordenação de programas de investimentos e formulação de planos e programas. Além do setor de saneamento, atuou ainda em atividades relacionadas à gestão de recursos hídricos, gestão ambiental e a saúde pública. Foi membro titular do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), período 1999 a 2008, e do Conselho Nacional das Cidades, período 2007 a 2008, na qualidade de representante do Ministério da Saúde. Atualmente é membro do Comitê Interministerial da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Graduado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Goiás – UFG. Goiânia – GO. Especialização em Saúde Pública, Engenharia Sanitária e Engenharia Ambiental pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade São Paulo – USP. São Paulo – SP.

Jorge Eduardo de Souza Sarkis

Pesquisador Titular do Intituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, Chefe do Grupo de Caracterização Química e Isotópica. Professor do curso de Pós Graduação em Tecnologia Nuclear, IPEN, desde 1993.Formado em 1977 no curso de Química da Universidade Federal Fluminense com cursos pós-graduação em Engenharia Nuclear pelo Instituto Militar de Engenharia, Rio de Janeiro (1978). Mestre e Doutor em Tecnologia Nuclear com ênfase em aplicações nucleares da técnica de espectrometria de massas. Desenvolveu seu Doutoramento, forma sanduíche, em espectrometria de massas termiônica (TIMS) aplicada à química nuclear no Kernforschungszentrum Karlsruhe, Alemanha (1984-1986). Em 1993 fez pós-doutoramento na técnica de espectrometria de massas com fonte de plasma indutivamente acoplado (ICPMS) no National Environmental Research Council, University of London, Inglaterra. Em 1999 fez estágio de pós-doutoramento, também em espectrometria de massas (TIMS e ICPMS), agora na área forense nuclear no Los Alamos National Laboratory, New Mexico, Estados Unidos. Atua na área Forense Nuclear , Química Nuclear , Química Analítica , com ênfase em aplicações da técnica de ICPMS na análise de elementos traços em diferentes tipos de matrizes. Desde 2007 vem trabalhando junto a Agência Internacional de Energia Atômica na área forense nuclear . Membro do Conselho Assessor da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses.

Jorge Mario Campagnolo

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela UFRGS (1979), mestrado em Engenharia Elétrica pela UFSC (1984) e doutorado em Engenharia Elétrica pela COPPE-UFRJ (1994). Atualmente é Prof. Associado III da Universidade Federal de Santa Catarina com atuação na graduação e pós-graduação. Pesquisador na área de Planejamento e Operação de Sistemas de Elétricos de Potência, Conservação de Energia e Computação de Alto Desempenho Aplicada à Engenharia Elétrica. Atuação na gestão da pesquisa. Foi diretor de Pesquisa da UFSC por oito anos. Atuação no Conselho Superior da FAPESC por oito anos. Atuação nas relações universidade-empresa. Representante da UFSC no Conselho Deliberativo do IEL - SC. Membro da Câmara de Assuntos de Energia do Sistema FIESC por três anos. Foi representante da UFSC no Conselho do Centro Empresarial de Tecnologias Avançadas - CELTA/CERTI por oito anos. Representante da UFSC no Conselho Científico do Sapiens Park. Coordenou a elaboração da legislação que normatiza o processo de incubação de empresas na UFSC. Vice-presidente do Comitê Gestor de Incubadoras da UFSC por três anos. Auxiliou na implantação do Departamento de Inovação Tecnológica (DIT) da UFSC. Consultor do DIT/UFSC para registro de novas patentes. Coordenou a elaboração da legislação que normatiza as relações da UFSC com suas fundações de apoio. Coordenou por oito anos os projetos de implantação de infraestrutura de pesquisa na UFSC. Coordenou a implantação do Laboratório Central de Microscopia Eletrônica e do Laboratório Central de Biologia Molecular Estrutural da UFSC. Coordenou a elaboração da legislação que normatiza a utilização de recursos de renúncia fiscal em projetos de pesquisa na UFSC. Palestrante nos assuntos: engenharia elétrica, curso e atuação profissional; ciência, tecnologia e inovação, fontes de financiamento; renúncia fiscal. Atualmente é coordenador geral de serviços tecnológicos da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI.

José Carlos Mierzwa

Possui pós-doutorado na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard (2011), livre docência na Escola Politécnica da USP (2009), doutorado em Engenharia Civil [Sp-Capital] pela Universidade de São Paulo (2002), mestrado em Tecnologia Nuclear pela Universidade de São Paulo (1996) e graduação em Engenharia Química pela Universidade de Mogi das Cruzes (1989). Professor pesquisador da Universidade de São Paulo; Coordenador do Curso de Engenharia Ambiental da Escola Politécnica da USP e Coordenador de Projetos do Centro Internacional de Referência em Reúso de Água. Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Engenharia Sanitária e Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: água, reúso, tratamento, efluentes, conservação, planejamento, gestão e qualidade ambiental e produção mais limpa. Atua também no desenvolvimento de projetos de sistemas de tratamento de água e efluentes e processos de separação por membranas. Em 2011 iniciou uma colaboração com a Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard para síntese e modificação de membranas poliméricas com a utilização de nanomateriais, para aplicação em tratamento de água e efluentes.

José do Patrocínio Hora Alves

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (1972), mestrado em Química pela Universidade Federal da Bahia (1979) e doutorado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1982). Professor Associado IV da Universidade Federal de Sergipe. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: geoquímica de sedimentos aquáticos, metais traço em água e sedimentos, qualidade de água e matéria orgânica natural em ecossistemas aquáticos. É professor do Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos na linha de pesquisa qualidade da água, com foco na caracterização da qualidade da água de reservatórios e geoquímica dos processos de salinização da água.

José Ricardo de Santana

Possui doutorado em Economia de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2004), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Ceará (1995) e bacharelado em Economia pela Universidade Federal de Sergipe (1991). É professor associado da Universidade Federal de Sergipe (UFS), vinculado ao departamento de economia, ao programa de pós-graduação em economia e ao programa de pós-graduação em ciência da propriedade intelectual, sendo ainda colaborador no programa de pós-graduação em administração. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em crescimento econômico, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento regional, inovação e finanças. Foi chefe do departamento de economia (DEE/UFS) e coordenador do centro de inovação e transferência de tecnologia (CINTEC/UFS). Foi ainda vice-presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP). Atualmente é diretor presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC/SE).

José Wellington Carvalho Vilar

Possui graduação em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe (1987), graduação em Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Sergipe (1991), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (1991) e doutorado em Análisis Geográfico en la Ordenación del Teritorio pela UNIVERSIDADE DE GRANADA (2000), Espanha. Atualmente é especialista em avaliação - Secretaria de Ensino Tecnológico do MEC , Professor Efetivo do Instituto Federal de Sergipe, IFSergipe e do NPGEO (Núcleo de pós-graduação em Geografia) da UFS (Universidade Federal de Sergipe). Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Humana, atuando principalmente nos seguintes temas: ambientes litorâneos, saneamento ambiental, ordenamento territorial de ambientes costeiros, ordenamento territorial e condições de vida.

Júlio Roberto Araújo de Amorim

Possui graduação em Tecnologia Química (1981) e em Agronomia (1986), pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL, e mestrado em Engenharia Agrícola (1994), área de Irrigação e Drenagem, pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atualmente, é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em engenharia de água e solo, atuando, principalmente, nos seguintes temas: recursos hídricos, bacias hidrográficas, manejo de água, qualidade da água e gestão ambiental.

Laly Samuel

Laly Samuel is the current CITAC chair and the team leader for Metrology in Chemistry and Biology at Measurement Standards Laboratory (MSL) New Zealand. She has a masters and PhD degree in chemistry and has more than 25 years of research experience in various chemical and biological fields. After completing her doctoral degree (Studies on structure, stability and analytical applications of medicinally and industrially important transition metal complexes) from Calicut University, India, she joined Rikkyo St. Pauls University in Tokyo as a postdoctoral researcher and later worked as a Research Associate in the Department of Analytical Chemistry. She has specialized in various instrumental techniques used for trace analysis such as ICP-MS, ICP-AES, Electro Thermal Vaporization, GF-AAS, GCs and LCs. She has a real passion for analytical chemistry and has worked for various organizations within Japan including the research and development laboratory of Nippon Sanso Corporation (Japan Oxygen Ltd), National Research Institute for Agro-biological resources and National Institute of Materials and Chemicals Research (NIMC), before joining MSL New Zealand in 2002 to lead the Metrology in Chemistry programme. She is also a member of the International Accreditation New Zealand Chemical, Biological and Dairy Testing Professional Advisory Committee and runs measurement uncertainty training course in New Zealand. From her various research backgrounds she has more than 100 publications and presentations to her name.

Leticia de Alencar Pereira Rodrigues

Doutoranda em Química Analítica pela UFBA - Instituto de Química. Mestre em Ciência de Alimentos pela UFBA - Faculdade de Farmácia. Especialista em Segurança e Inspeção de Alimentos pela UFBA - Faculdade de Farmácia. Graduada em Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2002). Atualmente é Líder Técnico no SENAI-CETIND (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/BA), atuando como coordenadora do laboratório de microbiologia de água e alimentos e do laboratório de físico-química de alimentos. Possui experiência na área de Química e Microbiologia de água e alimentos.

Lineu Neiva Rodrigues

É pesquisador e supervisor do Núcleo de Articulação Internacional da Embrapa Cerrados. Doutor em Eng. Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa e pós-doutor pela Universidade de Nebraska-EUA, Lincoln. Foi pesquisador visitante na Universidade da Califórnia-EUA, Davis. É representante do Brasil na Plataforma de Rec. Hídricos e Tecnologia de Irrigação do PROCISUR. É membro titular do Conselho Nacional de Rec. Hídricos e da Comissão de Coordenação das atividades de meteorologia e hidrologia. Tecnologia (CTCT), do CNRH. É membro suplente do Fórum Permanente de Desenvolvimento da Agricultura Irrigada, membro titular do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas (ABEAG), membro do Comitê gestor do Portfólio de Projetos em Mudanças Climáticas da Embrapa. É representante do Brasil na Plataforma de Recursos Hídricos e Tecnologia de Irrigação do Programa de Cooperação para o Desenvolvimento Tecnológico Agroalimentar e Agroindustrial do Cone Sul (PROCISUR). É membro titular do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), representando o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É membro titular da Comissão de Coordenação das atividades de meteorologia e hidrologia.

Luiz Carlos Sousa Silva

É doutor, mestre, bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe – UFS. Possui Especialização em Gestão de Recursos Hídricos e tem artigos publicados em livros e revistas sobre Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Atualmente é o Coordenador Adjunto do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas – FNCBH, Diretor Região Nordeste da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas – REBOB, Coordenador Geral do Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas – FSCBH, Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Piauí – CBHP e membro do Conselho Estadual de Recursos Hídricos – CONERH. Atua no corpo técnico da Companhia de Saneamento de Sergipe – DESO, desde 1984, sendo colaborador da Diretoria de Meio Ambiente e Engenharia – DMAE. É professor efetivo da Rede de Ensino do Estado de Sergipe desde 1990 e possui experiência em Instituições de Ensino do Estado.

Lúcia Calumby Barretto de Macedo

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (1984), especialização em Engenharia e Segurança do Trabalho pela Universidade Federal de Sergipe (1990). É Diretora Técnica do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (2011 a 2012 e 2013 a 2015). Tem experiência na área de Química, atuando com Coordenadora do Laboratório de Solos do ITPS durante 10 anos (2001 a 2010)e como coordenadora do Convênio do monitoramento dos mananciais superficiais e reservatórios do Estado de Sergipe.

Manuel Antônio Pires Castanho

Possui graduação em Tecnologia Mecânica pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo Unesp (1989), mestrado em Engenharia e Ciência dos Materiais pela Universidade São Francisco (2003), doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas-Unicamp (2013). Atualmente é Pesquisador II do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Metrologia Mecânica, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão, calibração, sistemas de medições, rastreabilidade e garantia da qualidade. Experiência área de materiais em Solidificação de metais e ligas nos seguintes temas: solidificação unidirecional de metais e ligas em regime transitório de extração de calor.

Marcelo Jorge Medeiros

Engenheiro Civil, concluiu o Mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela UFMG em 2000 e o MBA em Gestão de Projetos pela FGV em 2006. De 1997 a 2009 foi Engenheiro Hidrólogo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), onde ocupou o cargo de Coordenador Executivo, com atuação na concepção e coordenação de projetos de vulto nacional nas áreas de hidrologia, águas subterrâneas e gestão territorial. De 2009 a 2013, ocupou o cargo de Gerente de Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas (ANA), onde coordenou ações de prevenção e mitigação de secas e inundações, mediação de conflitos entre setores usuários, supervisão da operação de reservatórios e planejamento da gestão de recursos hídricos. Atualmente é Diretor de Recursos Hídricos da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (SRHU/MMA), órgão federal responsável pela formulação da Política Nacional de Recursos Hídricos e também é o Secretário Substituto. Atua na área de gestão de recursos hídricos, eventos hidrológicos extremos, projetos de engenharia de recursos hídricos, hidrogeologia e meio ambiente. Suas atividades incluem: recursos hídricos, hidrometeorologia, previsão e acompanhamento de eventos críticos, águas subterrâneas, hidráulica, desastres naturais e gestão territorial.

Marcus Aurélio Soares Cruz

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Piauí (1995), mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e doutorado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente é Pesquisador A da Embrapa Tabuleiros Costeiros na área de Manejo de Bacias Hidrográficas e Professor no Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos da Universidade Federal de Sergipe. Tem experiência em Hidrologia, Modelagem Hidrológica, Geoprocessamento, Sensoriamento Remoto e Avaliação de Impactos Ambientais.

Maria Nogueira Marques

Possui graduação em Bacharel em ciências com habilitação em química - Faculdades Oswaldo Cruz (1985), graduação em Licenciatur em ciências com habilitação em química - Faculdades Oswaldo Cruz (1985), mestrado em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (1999) e doutorado em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (2004). Atualmente é pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Pesquisa, membro titular - Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas, secretária geral - Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Piauí e professor pleno (ppg1) da Universidade Tiradentes. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: cromatografia de íons, cromatografia líquida (HPLC), qualidade de água, análise de pesticidas, avaliação de IGA e avaliação ambiental.

Marina Beatriz Agostini Vasconcellos

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1968), Mestrado em Química (Química Analítica) [SP-Capital] pela Universidade de São Paulo (1972) e Doutorado em Química (Química Analítica) [SP-Capital] pela Universidade de São Paulo (1977). Atualmente é pesquisador e professor titular do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares e orientador no Curso de Pós Graduação da Universidade de São Paulo, na área de concentração de Tecnologia Nuclear. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de métodos radioanalíticos, principalmente a análise por ativação com nêutrons, para a aplicação em amostras ambientais, biológicas e geológicas e outras. Membro Titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo desde 2008. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPQ, Nível 1D.

Marina Costa Rodrigues

Possui bacharelado em Química pela Universidade Federal da Bahia (UFBA, 2012), é atualmente aluna de Mestrado em Química Analítica (UFBA). Coordena o Provedor de Ensaios de Proficiência (PEP), planejando e executando rodadas de ensaios interlaboratoriais e os Laboratórios de Cromatografia e Calibração Volumétrica, no SENAI Unidade Lauro de Freitas. Atua na área de Metrologia Química e Volumétrica desta unidade, envolvida em prestação de serviços metrológicos em matrizes diversas (água, efluente, solo, sedimentos, materiais cirúrgicos, dentre outras). Atua no núcleo de coordenação da RESAG (Rede de Saneamento e Abastecimento de Água), onde coordena o subprojeto de Programas Interlaboratoriais. Atuou durante um ano como estagiária no Laboratório de Controle de Qualidade da BRASKEN S/A, Unidade de Insumos Básicos. Foi bolsista de iniciação Científica da UFBA, durante dois plano de trabalho & quot; Estudo da Fase Gasosa e de Partículas Nanométricas e Micrométricas Emitidas na Exaustão de Motores Movidos a Diesel e Misturas Diesel/Biodiesel & quot; sob orientação do prof. Dr. Jailson Bittencourt de Andrade.

Marli Conrado

Possui mestrado em Química, com ênfase em físico química ambiental pela Universidade Regional de Blumenau FURB (2015), Especialista em Gerenciamento de Águas e Efluentes com ênfase em Investigação e Remediação de Áreas Contaminadas pela Faculdade de Tecnologia SENAI (2012), Possui graduação em Química pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (1999) e Formação Pedagógica para Formadores de Educação Profissional pela UNISUL Universidade do Sul de Santa Catarina (2006), possui certificação Internacional na área de Remediação Ambiental pela IAG - International Analytical Group, faz parte do Banco de Avaliadores de Organismos de Certificação de Produtos (OCP) do INMETRO. Atualmente atua como coordenadora dos laboratórios ambientais e do Provedor de Ensaios de Proficiência do Instituto de Tecnologia Ambiental do SENAI SC. Atua em auditorias nas normas NBR ISO IEC 17025 e 17043.

Marycel Elena Barboza Cotrim

Possui Mestrado em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas E Nucleares (1991) e Doutorado em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas E Nucleares (2006). Atualmente é pesquisador da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Experiência em química analítica, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação ambiental, metais, química ambiental, qualidade da água e química analítica, caracterização de compostos de urânio e química analítica instrumental.

Miguel Angel Lobo Azcona

Possui graduação em Engenharia Química pela UFBA - Universidade do Estado da Bahia (1973). Atualmente é diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento CEPED na Bahia. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Catalise Heterogênea e Meio Ambiente.

Mike Sargent

Dr Mike Sargent is an analytical chemist with over 45 years experience of trace analysis, reference materials production, analytical quality assurance, laboratory management and chemical metrology. He has worked for Shell Research, the UK Laboratory of the Government Chemist, the UK Department of Trade and Industry and LGC Ltd. As LGC’s Chief Chemical Metrologist, Dr Sargent played a leading role in developing UK and international chemical metrology. He represents the UK at EURAMET - EUROPEAN ASSOCIATION OF NATIONAL METROLOGY INSTITUTES , the European metrology organization, and at the global body for chemical and biological metrology, CCQM. Mike has chaired the Inorganic Analysis Working Group of the CCQM since 1997. He is well-known for his role in creating and developing the UK’s Valid Analytical Measurement (VAM) Programme and chairs or participates in a number of UK committees for analytical chemistry and reference material production.

Olívio Pereira de Oliveira Junior

Possui gradua;’ao em engenharia química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP) em 1982. Começou sua carreira profissional no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) trabalhando no campo da tecnologia do vácuo. Em seguida, envolveu-se com a aplicação de técnicas de detecção de vazamentos para assegurar a integridade de instalações de enriquecimento isotópico de urânio. Neste campo, foi certificado como inspetor nível III pela American Society for Non Destructive Testing (ASNT). Posteriormente dedicou-se a calibração de medidores de pressão e vazão de hexafluoreto de urânio. Obteve o mestrado na USP em 2000 com o tema das medições multielementares e isotópicas do urânio pela espectrometria de massas com fonte de plasma induzido (ICPMS). Entre os anos de 2000 e 2001, trabalhou nos laboratórios da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) em Seibersdorf (Austria), estudando os requisitos do sistema de salvaguardas nucleares para materiais nucleares. De 2002 a 2005, trabalhou como perito no “Institute for Reference Materials and Measurements (IRMM) em Geel (Bélgica), pesquisando os aspectos metrológicos envolvidos na determinação das razões isotópicas do urânio por meio das mais avançadas técnicas de espectrometria de massas: GSMS, TIMS e MC-ICPMS. Obteve o doutoramento na USP em 2006 com uma tese dedicada à preparação, caracterização e certificação de materiais de referência isotópicos de urânio. Integra os grupos de especialistas em ensaios destrutivos da “Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (ABACC)”, “European Safeguards Research and Development Association (ESARDA)” e do “Institute for Nuclear Materials Management (INMM)”. É professor da disciplina “Metrologia e em Medições Químicas” nos cursos de pós-graduação na Universidade de São Paulo.

Paula Ribeiro Bastos Gonzaga

Socióloga pela UERJ, com MBAs em Administração de Negócios, pelo IBMEC e Gestão de Projetos, pela FGV. Diretora de Operações da Rede de Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro - REDETEC. Experiência na direção de uma associação civil, sem fins lucrativos, voltada para articular a oferta com a demanda de tecnologia e conhecimento. Responsável pela gestão tanto do ponto de vista administrativo-financeiro quanto dos aspectos técnicos da instituição. Responsável pela concepção e gerenciamento de programas e projetos institucionais de pesquisa, desenvolvimento e apoio à inovação, abrangendo a identificação de interesses, agregação de competências, articulação de equipes, montagem de redes cooperativas de conhecimento e negociação de parcerias com organizações empresariais, universidades e centros de pesquisa. Conhecimento no planejamento, criação e gestão de redes de conhecimento e de negócios, como a Rede de Propriedade Intelectual – REPICT; a Rede de Incubadoras de Empresas – REINC e a Rede Rio Metrologia. Elaboração de planejamentos estratégicos e modelagens de processos e especificações de componentes de sistemas operacionais. Forte atuação na articulação com instituições de pesquisas, órgãos governamentais e empresas.

Paulo Ferreira

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1967), mestrado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica - USP (1981) Doutorado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica - USP (2010). Atualmente é professor adjunto da Escola de Engenharia Universidade Presbiteriana Mackenzie, membro colaborador- Escola Politécnica - USP. Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Sistemas de Abastecimento de Água, Tratamento de Esgotos de pequeno, médio e grande porte, Estações Elevatórias e Adutoras. Foi Coordenador de Projetos, Superintendente e Diretor Técnico e de Meio Ambiente da SABESP (1969-1999). Na área ambiental foi Diretor de Controle da CETESB (2000) e Secretário Adjunto da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (2001-2004) Atuando principalmente nos seguintes temas: saneamento ambiental, saneamento, meio ambiente, recursos hídricos e gestão ambiental.

Paulo Puppin Zandonadi

Graduado em Administração de Empresas, com Pós Graduação em Desenvolvimento Econômico e Mestrado em Inovação pela Universidade de Brasília, tem a base de sua experiência profissional como consultor autônomo. Atualmente, integra a equipe do SEBRAEtec, Programa do Sebrae que atendeu cerca de 100 mil empresas com soluções de inovação e tecnologia em 2014, e é responsável pelo relacionamento com mais de 2.000 prestadores de serviços pelo Programa.

Renata Cardoso de Sá

Possui graduação em Química Industrial - Faculdades Oswaldo Cruz (2009). Atualmente é Gerente da Qualidade e Administrativo da Rede Metrológica do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química. Responsável pela qualidade da empresa e gerenciar toda equipe e ações da Rede. Substituta do Gerente Técnico.

Rosângela de Fátima Stankowitz

Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e doutorado em Tecnologia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná nas disciplinas de engenharia econômica. Tem experiência na área de Engenharia de Produção. Atua também nos temas de inovação, gestão de idéias e gestão do conhecimento.

Roseli Fernandes Gennari

Possui doutorado em Química (Química analítica) pela Universidade de São Paulo, com pós doutorado na IAEA (International Atomic Energy Agency- Viena/Austrália) r uma Duisburg University (Alemanha). Atualmente trabalha na USP – Instituto de Física. Com vasta experiência na área de Química, atuando principalmente nos seguintes temas: arqueologia, preparo de amostras, metrologia, geocronologia e avaliação químico-ambiental. As experiências adicionais incluem além da docência em curso de graduação e especialização, a supervisão de a instalações nucleares e de sistemas da qualidade.

Simone Lessa Marques

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (1986). Atualmente é química industrial do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe. Especialização em Engenharia Sanitária e Ambiental com ênfase em Meio Ambiente (Educação Ambiental e Coleta Seletiva). Atualmente é coordenadora do Laboratório de Química de Água do ITPS.

Thyara Figuerêdo França Merlo

Formada em Desenvolvimento de Sistemas pelo Instituto Federal de Sergipe e em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Sergipe, é mestranda do Programa de Ciência da Propriedade Intelectual da Universidade Federal de Sergipe, pesquisando principalmente sobre Sistemas de Inovação. Atua em Gestão de Projetos e Inovação no Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP, onde coordena a Agência de Gestão da Inovação e Transferência de Tecnologia. É coordenadora do projeto REMAEX, que estrutura a Rede de Monitoramento Ambiental – REMA, do SIBRATEC.

Vera Maria Lopes Ponçano

Farmacêutica – Bioquímica (USP) e Doutora pelo Instituto de Pesquisas Nucleares - Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP).
Atividades Atuais:
- Coordenadora Geral da Rede Nacional de Saneamento e Abastecimento e Água – SIBRATEC - Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação/Brasil
- Assessora da Diretoria da Rede Metrológica do Estado de São Paulo e Coordenadora de Ensaios de Proficiência – REMESP/Brasil
- Consultora Internacional do Physikalisch-Technische Bundesanstalt (PTB/Alemanha), Agências da União Européia/European Commission e da United Nations Industrial Development Organization (unido).

Verónica García Malo

Verónica García Malo has been involved with activities of accreditation, standardization and conformity assessment systems since 1983. Currently she is preparing an accreditation program of Verification/Certification Bodies of Water Footprint with the Mexican accreditation Body (ema). Her extensive background includes senior roles in the UNFCCC, accreditation, standardization and conformity assessment organizations in Mexico; assessment and peer evaluation activities as a lead assessor and technical expert, in America and Asia; and work in regional, national and international projects and forums. She has served as a peer evaluator for the International Accreditation Forum (IAF) and is an Accreditation Panel Member of the UNFCCC CDM. She currently serves as CEO and General Director of FRASO Alliance, a consulting firm for accreditation, standardization, conformity assessment and climate change.

Zenilda das Graças Guimarães Viola

Possui bacharelado em Química, mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos e doutora em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre pela Universidade Federal de Minas Gerais. Como analista ambiental do IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas), trabalhou no Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de MG – SISEMA no período de 2001 a 2014, exercendo os cargos de coordenadora do Projeto Águas de Minas e Gerente de Monitoramento e Geoprocessamento do IGAM, e como Diretora de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais e Eventos Críticos, Diretora de Prevenção e Emergência Ambiental e Superintendente de Controle e Emergência Ambiental da SEMAD (Secretaria de Estado de Meio Ambiente). Desde outubro de 2014 é pesquisadora do Instituto SENAI de Tecnologia em Meio Ambiente atuando como responsável técnica e gestora dos laboratórios de análises físicas, químicas e cromatográficas.

Realizadores:

Patrocinadores:

Patrocínio Ouro:

Patrocínio Prata:

Patrocínio Bronze:

Patrocínio Especial:

Apoio:

Tratamento de água
Produzido por BRSIS